Seja bem-vindo(a) ao meu Blog. Sou Mário Jorge Lima, e abaixo estão textos meus, apresentados como sermões, palestras, ou simplesmente frutos de minhas reflexões pessoais.

Sou pai dessas 5 moças ao lado, Mariana, Isabela, Júlia, Laura e Luíza, a quem amo mais que a mim mesmo. Quando escrevo sobre assuntos espirituais, quando apresento palestras ou sermões, é primeiramente para elas e pensando nelas que estou escrevendo e falando.

Esses textos, atualizados sempre que eu os crio, e para isso não tenho uma periodicidade definida, são o legado escrito que deixarei a elas, sem erudição, sem proselitismo, sem "filosofismos". São as coisas em que de fato creio e pelas quais hoje vivo. Se Deus me der o tempo e a chance necessários, ainda pretendo escrever um livro com estas reflexões. Se não conseguir, elas estarão pra sempre aqui nesse Blog.

OBS: As palestras são organizadas com as mais recentes sempre no Topo.

Postado em: terça-feira, 18 de outubro de 2016

Pérolas Esparsas - 29 - NUNCA É DEMAIS LEMBRAR

NUNCA É DEMAIS LEMBRAR

18/10/2016

Não discuta a perfeição, busque-a.
Não converse sobre o pecado, aprenda sobre a salvação.
Não torça textos inspirados, assimile-os na sua vida.
Não perca a sua paciência, tenha paz com Deus.
Não diminua seus opositores, cresça você na graça.
Não ataque ou afronte seus irmãos, interceda por eles.

Lembre-se que seus argumentos, por mais fantásticos que lhe pareçam, sempre podem ter outra leitura, e são sujeitos à interpretação. Portanto, o foco tem que ser colocado no seu relacionamento com Deus.

Ah, e ore por você. Pare de bater sempre na mesma tecla. Isso apenas irrita, e não produz boa música. O piano de Deus tem bem mais que 88 teclas.

E, afinal, estamos combatendo o mesmo combate e queremos completar a mesma carreira. Ou não?!

Mário Jorge Lima./
São Paulo, 18/Outubro/2016.

Autor: Mário Jorge Lima
São Paulo, 18/Outubro/2016.

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso [a salvação pela graça] não vem de vós; é dom de Deus.” Ef. 2:8.

Postado em: sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Pérolas Esparsas - 28 - O MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO!

O MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO!

07/10/2016

"Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo." João 18:36.

Sempre que me perguntam sobre ação política, lembro-me desse texto acima. Quando Jesus pronunciou essa assertiva diante de Pilatos, não creio, em absoluto, que Ele estivesse querendo cercear nossa liberdade de opinião ou pensamento, nem podar nossas opiniões e posições a respeito de política, civilidade ou cidadania, ou mesmo impedir nosso interesse por assuntos de abrangência social e coletiva em nossas cidades, estados e países.

Jesus, até onde posso entender, estava querendo apenas pontuar que as diretrizes, critérios e propósitos do Reino de Deus são, via de regra, diferentes daqueles pelos quais se guiam os reinos deste mundo. E, consequentemente, as atitudes e posturas, as palavras e ações, dos súditos de Seu Reino deveriam ser diferentes daquelas apresentadas pelos súditos de qualquer outro reino, império ou potestade. Aliás, foi o abandono geral de que foi vítima que o levou a essas palavras.

Esclarecido esse ponto diante daquele governante, o Mestre seguiu enfrentando o julgamento daquele tribunal, e, assim, penso que jamais Ele pretendeu, com aquela frase, tolher ou mutilar aquilo com que nos criou, ou seja: raciocínio, vontade livre e poder de escolha. Afinal, Ele também estava ali inteiramente por vontade própria e escolha pessoal. Ele nunca quis, até que um dia volte, nos tirar do mundo, mas, apenas nos livrar do mal.

Como cristão, pai de família e cidadão, não vejo qualquer problema na ação política de qualquer pessoa que aguarde o Reino de Deus. Viver é, em essência, um ato político. Estudar, trabalhar, desenvolver projetos, constituir família, criar filhos, são ações que envolvem outras pessoas, muitas pessoas, e são ações também políticas. Até mesmo pregar o evangelho e buscar a vida eterna o são, já que a grande comissão deixada por Jesus é uma ação que envolve coletividade.

A mim o posicionamento político de meus irmãos não incomoda nem um pouco, pois, consigo conviver com facilidade com quem pensa diferente de mim. O que me incomoda "no úrtimo", como se diz em algumas regiões, é a ação deletéria, as palavras de agressividade desmedida, o menosprezo, a acusação, o deboche, a ira, o pernosticismo de sempre considerarmo-nos como donos da verdade, enquanto os outros nada sabem.

Isso acaba conduzindo à grosseria e à falta de educação, e não poucas vezes à intolerância e ao ódio. Não há nenhum problema em me considerar de esquerda ou direita, desde que não queira excluir do meu convívio quem pensa diferente de mim.

Quer adotar os postulados da direita ou da esquerda? Boa sorte, mas, procure não fazê-lo por simples ideologia, e, sim, por suas realizações nessas direções, pois tanto em um quanto em outro lado há ações que podem ser preferenciais por aqueles que sofrem. E, se você é cristão, tem mais de meio caminho andado.

Mário Jorge Lima./
São Paulo, 07/Outubro/2016.

Autor: Mário Jorge Lima
São Paulo, 07/Outubro/2016.

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso [a salvação pela graça] não vem de vós; é dom de Deus.” Ef. 2:8.