Seja bem-vindo(a) ao meu Blog. Sou Mário Jorge Lima, e abaixo estão textos meus, apresentados como sermões, palestras, ou simplesmente frutos de minhas reflexões pessoais.

Sou pai dessas 5 moças ao lado, Mariana, Isabela, Júlia, Laura e Luíza, a quem amo mais que a mim mesmo. Quando escrevo sobre assuntos espirituais, quando apresento palestras ou sermões, é primeiramente para elas e pensando nelas que estou escrevendo e falando.

Esses textos, atualizados sempre que eu os crio, e para isso não tenho uma periodicidade definida, são o legado escrito que deixarei a elas, sem erudição, sem proselitismo, sem "filosofismos". São as coisas em que de fato creio e pelas quais hoje vivo. Se Deus me der o tempo e a chance necessários, ainda pretendo escrever um livro com estas reflexões. Se não conseguir, elas estarão pra sempre aqui nesse Blog.

OBS: As palestras são organizadas com as mais recentes sempre no Topo.

Postado em: sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Reflexões Sobre a Graça - 36 - OBEDIÊNCIA

OBEDIÊNCIA
25/11/2016

Quando tento garantir, melhorar, pagar pela salvação com obediência e boas obras, é como se eu quisesse pagar uma mesma dívida duas vezes. Obediência, boas obras, guarda da lei, tidas assim, configuram nossa justiça, que pra Deus é trapo de imundícia. E o pior é que essa nossa atitude é, na maioria das vezes, inconsciente.

Todo o contexto de obediência e submissão à vontade de Deus, através dos Seus mandamentos, só tem valor para Ele à sombra da obediência perfeita de Cristo Jesus, a qual me é atribuída pela fé, no momento da Justificação.

Não nos iludamos, a obediência é requerida, sim, mas é aceita por Deus apenas como ato voluntário, consciente, racional, e como resultado e fruto do Evangelho, não como retribuição, pagamento ou meio de Salvação. Ou, pior ainda, como ato frio e mecânico, apenas pelo fato de os preceitos da lei terem sido escritos nas táboas de pedra do Sinai por Deus. Se não estiverem escritos no coração, como prescreve a Nova Aliança, nenhum valor haverá em obedecê-los severamente. Isso só irá obscurecer a Graça na nossa vida e fazer aflorar o Legalismo.

Eis a maneira correta de nos submetermos a Deus:

"Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela se utiliza de modo legítimo." I Tim. 1:8. ARC.

Mário Jorge Lima./ /
São Paulo, 25/Novembro/2016.

Autor: Mário Jorge Lima
São Paulo, 25/Novembro/2016.

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso [a salvação pela graça] não vem de vós; é dom de Deus.” Ef. 2:8.

Postado em: sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Pérolas Esparsas - 31 - PRECONCEITO

PRECONCEITO

11/11/2016

Quantas vezes, na minha vivência de cristão, exerço a velha mania, sempre presente na massa do meu sangue, de patrulhar o comportamento alheio, medindo o meu semelhante pelos padrões que estabeleci para mim, muitas vezes acreditando que são bíblicos (embora nem sempre sejam). Busco, então, avaliar as pessoas, julgá-las, e, quase sempre, condená-las, pela minha régua, pelo meu “template”, pelos parâmetros que fixei para mim como sendo taxativos e definitivos.

Assim, mostro-me preconceituoso ao extremo. E isso acaba me tornando fanático. Sendo que ambos, o preconceito e o fanatismo, me deixam cego e surdo. Passo a ver e ouvir apenas o que quero e me interessa. A verdade em que creio, a religião que professo, passam a ter o tamanho do meu preconceito. Tendo sido criado à imagem de Deus, vou criando um “deus” à minha imagem.

Outro dia vi um vídeo em que um jovem tatuado e cabeludo, numa lanchonete, comprava sua refeição, sentava-se à mesa e, antes de comer, inclinava a cabeça em alguns momentos de oração e reflexão, atitude que meu preconceito não permitiria jamais esperar. Aliás, atitude que eu próprio raramente tenho.

Rodolfo, ex-roqueiro da banda Os Raimundos, hoje um atualizado e esclarecido pregador do Evangelho, sabe bem o que é isso, quando é pré-julgado e negam-lhe muitos púlpitos, simplesmente porque um pregador jamais pode ter as tatuagens que ele um dia se permitiu fazer.

E isso não é o ruim e nem o pior, afinal, essa atitude nefasta, que gera um comportamento e um caráter também nefastos, é característica nata do ser humano. O ruim mesmo é, ao ficar montado nos figurinos que construí para mim, querer vestir a todos com as minhas roupas, e assim, jamais reconhecer-me como preconceituoso. E o ainda pior, é em função do preconceito, distanciar-me das pessoas, afastá-las do meu convívio, e até mesmo, praticar o desamor, o desinteresse e a indiferença.

Na verdade, o preconceito acontece em todas as esferas da atividade humana, não apenas no patamar da religião e das coisas espirituais. Nesse patamar o preconceito é apenas mais absurdo e insidioso. Mas, também não é nada que um bom banho de graça não resolva. Que Deus me ajude a sempre lutar contra isso. Esse ranço, por certo, vai me acompanhar sempre, mas espero que cada vez menos.

Como diz o excelente e contundente Gabriel o Pensador, “nós nascemos de uma mistura, então pra que o preconceito? ”.

Um outro pensador, inspiradíssimo, também disse:

"Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá o seu louvor da parte de Deus." I Cor.4:5.

FELIZ SÁBADUUU!

PS: Veja que eu escrevi esse texto pra mim, basta olhar a formação das frases. Utilize pra você, caso se identifique com essa atitude e comportamento.

Mário Jorge Lima./
São Paulo, 11/Novembro/2016.

Autor: Mário Jorge Lima
São Paulo, 11/Novembro/2016.

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso [a salvação pela graça] não vem de vós; é dom de Deus.” Ef. 2:8.

Postado em: quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Pérolas Esparsas - 30 - VITÓRIA REPUBLICANA. AND NOW?

VITÓRIA REPUBLICANA. AND NOW?

09/11/2016

Aconteceu, no processo natural da democracia americana. A alternância de poder lá funciona. Júbilo e euforia ou apreensão e medo?

Hoje cedo, na minha meditação diária, dei de cara com dois textos muito interessantes de EGW, com considerações políticas. Tenho certeza de que eles serão muito usados, à exaustão, com diferentes interpretações. Leia-os lá embaixo após a minha postagem.

No primeiro texto, de certa forma, é colocada uma censura àqueles pertencentes ao povo do advento que advogam posições políticas alinhadas com o que hoje chamaríamos de "esquerda", e considera os princípios republicanos (colocando os direitos dos negros entre esses princípios) como os mais adequados aos ideais de Deus, fazendo até uma analogia com a rebelião de Lúcifer contra Deus no céu.

No segundo é colocada uma situação de abandono desses princípios, ditos de natureza protestante e republicana, como sendo um sinal da proximidade do fim. Aliás, isso faria mais sentido no presente caso, se tivesse havido uma vitória democrata. Mas, nada impede que possa vir a acontecer, mesmo com a vitória republicana.

Minha leitura desse cenário é simples e tranquila, sem qualquer alarmismo ou "apocalipsismo". Eu entendo que Deus tem ações executivas e ações permissivas, conseguimos depreender isso de toda a história relatada nas Escrituras. Agora, onde Deus de fato executa, de forma direta, suas ações soberanas, e onde Ele simplesmente permite que coisas aconteçam, e as usa de forma que não interfiram em Seus propósitos maiores, não me atrevo a tentar definir ou estabelecer. O certo é que absolutamente nada acontece sem que Ele o saiba e permita.

Minha fé continua me dando total suporte emocional e espiritual para viver e sobreviver, trabalhar, cuidar da minha família e amar meu semelhante. Acredito que nada foge ou fugirá ao controle divino, há de fato Alguém por trás da história, que a levará a um final feliz, independente das minhas interpretações, anseios, tendências políticas, ou dos acontecimentos nesta ou naquela direção. Os acontecimentos no mundo não são determinantes de nada, são apenas indícios. Eles não geram situações, mas, apenas as denotam. Os EUA tiveram há alguns anos um 11/09, e agora vivenciam um 09/11. Indícios.

Assim, continue correndo a carreira que lhe foi proposta. Apegue-se à graça de Deus e relacione-se com Ele, através de três coisas simples e indispensáveis: oração, estudo da Palavra e serviço de amor ao próximo. E viva sua vida, de certa forma, "como se não houvesse amanhã", e em outro sentido, como se o amanhã fosse hoje.

MARANATA!

Mário Jorge Lima./
São Paulo, 09/Novembro/2016.

Autor: Mário Jorge Lima
São Paulo, 09/Novembro/2016.

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso [a salvação pela graça] não vem de vós; é dom de Deus.” Ef. 2:8.